Voltar

Sem Glúten

Como manter uma dieta saudável sem glúten?

Para seguir uma alimentação sem glúten, é preciso alterar o cardápio. Confira dicas para montar sua próximo lista de compras

Quando uma pessoa diagnosticada com doença celíaca consome um alimento composto ou contaminado por glúten, ela manifesta diversos efeitos colaterais (falamos deles aqui). A dieta livre de glúten é a solução para evitar esses problemas, e acaba sendo adotada também por pessoas não celíacas que querem emagrecer. Se o objetivo for investir nesse tipo de alimentação, é preciso adequar os cardápios (e, muitas vezes, o das sua famílias), incluindo uma série de alimentos que não contenham farinha de trigo, cevada ou centeio, como bolos, bolachas, biscoitos ou pão, por exemplo.


Se você também tem essa necessidade, confira a lista de alimentos sem glúten que a nutricionista Tatiana Zanin elaborou para ajudar você a preparar a sua ida ao supermercado:


  • Frutas, legumes e verduras;
  • Carnes e peixes;
  • Farinha de arroz, mandioca, amêndoa, milho, feijão, ervilha, soja, inhame;
  • Arroz, milho, amaranto, araruta, trigo sarraceno, quinoa;
  • Amido de milho;
  • Farinha de tapioca;
  • Fécula de batata;
  • Polenta;
  • Sal, açúcar, chocolate em pó, cacau;
  • Gelatina;
  • Óleos, azeite, manteigas e margarinas;
  • Alimentos como pão e macarrão, desde que haja no rótulo a indicação de 'alimento sem glúten' ou 'glúten free'.


Neste vídeo a nutricionista Tatiana Zanin dá algumas dicas sobre alimentos sem glúten. Mas lembre-se: o acompanhamento de um nutricionista é essencial para garantir que a dieta sem glúten mantenha no seu prato todos os nutrientes que o organismo precisa.