Voltar

Consumo consciente

As diferenças entre agricultura biodinâmica e agricultura orgânica

"Prima" da agricultura orgânica, a biodinâmica respeita o meio ambiente profundamente, contudo, vai além e busca o equilíbrio com o homem, a fauna e a flora, além das energias dos planetas e dos signos.

A agricultura conhecida como convencional pode contar com recursos como o uso de fertilizantes químicos para o controle de pragas e a manipulação genética de plantas e microrganismos. Tal prática elevou a produtividade de alimentos no mundo todo, mas, como qualquer inovação, também gerou impactos ambientais. Para contrapor, a agroecologia se tornou uma alternativa cada vez mais reconhecida, especialmente pelo manejo saudável do solo.


A agricultura biodinâmica, embora seja confundida com a agricultura orgânica, possui características próprias. A prática surgiu na Alemanha e, por se tratar de uma filosofia mais ampla, se conecta a outras áreas do conhecimento humano, como a pedagogia intergeracional, a medicina ancestral, a veterinária, a astrologia e os conhecimentos ancestrais. A agricultura biodinâmica usa técnicas agrícolas que trabalham com “energias” mais sutis de produção, como a observação das influências cósmicas nas plantas e animais, o respeito ao calendário lunar de plantio e colheita e a criação de preparados naturais que fortalecem as plantas e melhoram os processos produtivos, respeitando sempre o "tempo das coisas". 


A prática da agricultura biodinâmica está alicerçada em alguns objetivos:


  • Produzir alimentos de alto valor biológico e nutricional, isentos de produtos tóxicos;
  • Preservar a qualidade do meio ambiente;
  • Elaborar insumos naturais e que não causem prejuízos à natureza e aos animais;
  • Contribuir para o bem-estar dos agricultores;
  • Promover a integração entre produtores e consumidores, aproximando o consumidor da realidade da obtenção dos alimentos;
  • Equilibrar ao máximo a fauna e a flora; integrando animais e, inclusive insetos, ao processo produtivo agrícola como um todo;
  • Valorizar a influência de fenômenos astrológicos e energéticos na agricultura.


As práticas não são fixas ou obrigatórias. Trata-se de uma maneira de abordar a ciência da agricultura de forma que conduzirá a respostas diferenciadas e adequadas quando aplicada às diversas situações locais, nas quais somente devem ser utilizados os elementos orgânicos produzidos na própria propriedade. Sua diferença em relação à mercadoria orgânica é o selo de certificação do Demeter, indicação de qualidade e procedência de acordo com princípios que regem a prática.


Por ser diretamente influenciada por fenômenos astrológicos, a agricultura biodinâmica sofre diversas críticas. No entanto, além de produzir alimentos saudáveis e contribuir para o bem-estar do agricultor e de seu entorno, a metodologia pode ser considerada sustentável, já que utiliza técnicas benéficas ao meio ambiente. E, você, já conhecia a agricultura biodinâmica?



FONTES: Instituto Polis e Ecycle