Voltar

Bem-estar

Vegetarianismo e veganismo: entenda a diferença

Mais que dietas com restrições conscientes e seletivas, tratam-se de estilos de vida que ultrapassam a dieta do dia a dia.

Se engana quem pensa que ser vegetariano ou vegano se resume a hábitos alimentares ou, simplesmente, não consumir carnes. Existem distinções fundamentais sobre esses dois estilos de vida, cada vez mais comuns no mundo moderno – embora sejam práticas antigas da sociedade. Isso porque vêm muito antes dos alimentos à base de plantas surgirem nas prateleiras dos supermercados. No século 6 aC, o filósofo grego Pitágoras já defendia uma alimentação sem carne e, ao lado de seus seguidores, defendia que todos os animais tinham alma. 

Atualmente, no Brasil, 30 milhões de pessoas (14% da população) se declaram veganas ou vegetarianas. Além disso, dados divulgados pela revista Forbes mostram que 70% da população mundial está deixando de comer carne e que o veganismo, por exemplo, cresceu mais de 600% nos Estados Unidos.

Mas, afinal, qual é a diferença entre vegetarianismo e veganismo? Ambos são caracterizados pela adoção de práticas mais sustentáveis, no intuito de refletir a respeito da exploração animal e, principalmente, repensar a maneira de se relacionar com o universo – todavia, não são estilos iguais. A principal diferença se refere ao que é restrito para o consumo. Enquanto o vegetarianismo abrange diferentes classificações, o veganismo vai muito além da alimentação. 

Em suma, o que difere são os aspectos éticos em relação ao posicionamento quanto à exploração animal. Saiba mais detalhes sobre cada um:


Vegetarianismo

O vegetarianismo é um estilo de alimentação em que não se consome nenhum tipo de carne, aves e peixes, podendo ou não conter ovos, leite e derivados. A depender dos alimentos excluídos da dieta, o vegetarianismo pode ser dividido em vários tipos:  

  • Ovolactovegetarianismo – consome ovos, leite e laticínios
  • Lactovegetarianismo – consome apenas leite e laticínios
  • Ovovegetarianismo – consome apenas ovos


Veganismo

No Veganismo não se consome nenhum produto de origem animal na sua alimentação e no seu estilo de vida

Este, por sua vez, diz respeito a um estilo de vida que busca excluir o consumo de qualquer produto de origem animal, seja na composição ou no processo de produção. Os veganos são contrários à utilização de animais como cobaias para medicamentos, vacinas e mesmo para produção de cosméticos e/ou matéria-prima para peças do vestuário. A ideia é não financiar o sofrimento animal de qualquer tipo. Isso abrange, também, o vestuário, produtos de higiene, entre outras esferas de consumo. 

Ambos são estilos de vida que exigem uma mudança radical, tanto na alimentação como na forma de ver o mundo sob o aspecto do consumo. É importante ressaltar que cada pessoa dentro do vegetarianismo e do veganismo tem seu tempo, seus propósitos e suas condições de mudança. Independentemente das diferenças e semelhanças, é necessário respeitar as particularidades e as escolhas de cada um.


Fontes: SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira), UFRGS (Laranja de Colher) e ECOA Uol.