Voltar

Bem-estar

Sabor de saúde e saudade: caderno de receitas da vovó

O velho e muito bom livrinho de receitas da vovó é uma ferramenta para reduzir o uso de ultraprocessados no dia a dia e melhorar a saúde e interação entre familiares, amigos, vizinhos e agregados.

É fato que o tempo agregou maior expertise e tecnologia na produção dos alimentos, o que segue resultando em uma grande variedade de produtos nas prateleiras do supermercado. Provavelmente, se alimentar hoje é uma tarefa bem mais prática do que na época da sua avó. Entretanto, toda essa comodidade traz junto alguns poréns, principalmente no que diz respeito à saúde.


Se consumidos sem moderação, alimentos ultraprocessados pela indústria, em grande maioria, podem resultar em excesso de sódio, açúcares e gorduras no organismo. Por isso, a nossa dica é a seguinte: sempre que possível, recupere as receitas antigas da sua família, com menos ingredientes industrializados e, com certeza, muito saudáveis .


Resgatar o caderninho de receitas da vovó pode fazer a diferença na sua vida sob outros aspectos além da saúde, como o social - com maior interação de familiares e amigos na cozinha -, o emocional - por meio do resgate de memórias afetivas. Para preparar as refeições em casa, parentes, amigos e vizinhos, o livrinho em geral dá  preferência aos alimentos in natura, minimamente processados. Como diz o ditado: mais alimento descascado e menos alimento desembalado. 


Pratos para fazer com a família


O caderno de receitas antigas traz ideias novas - mesmo que muito antigas! -  e  possibilidades para trocar ingredientes, utilizar técnicas de culinária tradicionais ou apresentações de pratos diferentes das atuais as quais estamos acostumados. Procure, por exemplo, receitas de molhos. Em vez de comprar sempre o mesmo molho de tomate pronto, faça o seu com tomates batidos sem pele e sem sementes, temperados com alho, cebola, orégano, alecrim, sálvia e tantas outras especiarias disponíveis. 


Sabe o tablete de caldo? Antigamente, o produto não existia à venda. As pessoas faziam caldos em casa mesmo, cozinhando na panela legumes (aqui ensinamos como fazer um com cascas de legumes), ossos de carne bovina ou de frango, espinha de peixe, entre outros. Eles rendiam risotos e sopas muito saborosos com a vantagem de serem isentos de conservantes, corantes ou aditivos artificiais e químicos.


No lugar de só consumir refrigerantes e sucos processados, faça polpas com frutas de época, congele e sempre tenha saúde no copo como no tempo da vovó. Algumas frutas como a acerola - está na época como mostramos aqui - podem ser levadas ao freezer inteiras inclusive.  


Veja aqui algumas ideias para você procurar lá no caderninho antigo da vovó:

Sobremesas: usavam menos chocolate e mais ovos; menos açúcar refinado e mais açúcar mascavo, mel e melado;

Bolos e pães: aproveitavam menos farinha branca e mais farinha de milho ou fubá;

Receitas do dia a dia: tinham menos margarina e mais manteiga ou banha.