Voltar

Bem-estar

Como evitar o diabetes

Saiba como deter o diabetes tipo 2, o gestacional e a pré-diabetes, todos males que chegam por meio de hábitos não saudáveis tais como alimentação inadequada e falta de exercícios físicos.

O que é melhor para prevenir o diabetes: evitar comer muito açúcar, se alimentar de forma saudável ou fazer atividade física? Se você escolheu a primeira opção, cuidado! É comum as pessoas associarem o consumo excessivo de doce ao desenvolvimento do diabetes, mas é importante ter em mente que esta condição é bem mais complexa e está ligada também ao estilo de vida e a fatores hereditários.


Os números mais recentes divulgados pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) afirmam haver mais de 15,7 milhões de diabéticos no Brasil, um crescimento de 3,3 milhões em 10 anos, quando o País tinha 12,4 milhões. No mundo, segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 250 milhões de pessoas tem problemas de diabetes. A doença, em geral, é causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. 


A insulina tem a função de quebrar as moléculas de glicose (açúcar) transformando-a em energia para manutenção das células do nosso organismo. Na maior parte dos casos, o diabetes surge ao longo da vida, principalmente devido a maus hábitos de alimentação, mas também pode estar presente desde o nascimento.


Pode ser dividida em quatro tipos principais:


1. Diabetes tipo 1: é o tipo menos comum e surge desde o nascimento. É considerada uma doença autoimune, pois o próprio sistema imune ataca as células do pâncreas responsáveis por produzir a insulina. Sem essa produção de insulina, a glicose não é transportada para as células e acaba se acumulando no sangue;


2. Diabetes tipo 2: é o tipo mais comum e acontece devido a uma resistência à insulina que surge ao longo da vida, normalmente devido a maus hábitos alimentares. Essa resistência diminui a ação da insulina no corpo e faz com que a glicose acabe se acumulando no corpo;


3. Diabetes gestacional: acontece apenas durante a gestação e está relacionado com a produção, pela placenta, de outros hormônios que bloqueiam a ação da insulina;


4. Pré-diabetes: acontece quando o nível de açúcar no sangue está aumentado, mas ainda não é o suficiente para fazer o diagnóstico de diabetes.



Previna o diabetes com hábitos saudáveis



Nesta semana, se comemora o Dia Mundial do Combate ao Diabetes. A data é importante para relembrar que todos devem se preocupar tanto com a prevenção quanto com o diagnóstico precoce. O diabetes é uma doença crônica que pode ocorrer em razão de fatores genéticos. Por isso, o diagnóstico precoce é essencial para se adotar o tratamento adequado. 


Além desse cuidado em relação ao diagnóstico, é essencial focar também na prevenção, que passa por uma dieta balanceada e pela prática regular de exercícios físicos. Adotar outros hábitos também é importante e nós listamos três cuidados que você deve ter para prevenir o diabetes:


  • Controle de estresse e pressão arterial – O estresse pode favorecer a produção de hormônios desreguladores da insulina e também está associado ao risco de hipertensão, que é outro agravante para o surgimento do diabetes. Já a hipertensão está relacionada ao diabetes de diversas formas.


  • Evite cigarro e bebidas alcoólicas - Estima-se que o risco de apresentar diabetes é 14% maior entre pacientes fumantes e ex-fumantes. A nicotina é uma substância prejudicial à ação da insulina no organismo. Para pacientes diabéticos, o cigarro pode levar ao entupimento das artérias do coração. Os riscos do cigarro são os mesmos para pacientes com diabetes tipo 1 e para os que possuem o tipo 2 da doença.


  • Faça check ups regulares - O acompanhamento médico é importante para a manutenção da saúde. Mesmo que você não tenha percebido nenhum indício do diabetes, é possível que seus níveis já estejam alterados, exigindo uma mudança de hábitos. Quem já tem diabetes deve redobrar os cuidados, monitorando a glicose diariamente e periodicamente, fazendo um check up a cada seis meses. Não se esqueça que, como é uma doença crônica, os cuidados são para a vida toda.


Lembre sempre que o diabetes é uma doença silenciosa e sem cura, mas com possibilidade de tratamento. Como não há sinais físicos visíveis do diabetes, muita gente não é diagnosticada: o relatório do IDF estima que 44,7% dos adultos com diabetes não sabem que têm a doença. Cuide da sua alimentação, faça atividades físicas, mantenha os exames em dia e não dê sorte pro azar: sempre que tiver dúvidas, procure um médico.



FONTES: Governo Federal, G1, Sociedade Brasileira de Diabetes