Voltar

Bem-estar

5 bons hábitos que a pandemia trouxe

São significativos os benefícios de algumas mudanças que o combate à pandemia trouxe e, boa parte delas são positivas e certamente vieram para ficar.

No decorrer do último ano e meio, o mundo precisou se adequar a um estado de exceção, sem precedentes. A realidade imposta pelo Covid-19 interferiu diretamente na mudança de hábitos ampla e que atingiu toda a população mundial. Essa transformação segue hoje em dia, partindo da consciência de cada pessoa ao realizar atividades cotidianas de forma  segura, pensando na saúde de todos que estão ao seu redor, bem como no seu próprio bem-estar. Do lavar as mãos antes de cozinhar em casa até a higienização correta de alimentos foram muitos os costumes absorvidos gradualmente e, por estarem relacionados a um senso de sobrevivência, tendem a permanecer no futuro pós-pandemia. 


Para ajudar você a refletir sobre tais benefícios, resolvemos listar cinco excelentes hábitos que certamente vieram para ficar.


1. Atenção à higiene

Desde criança aprendemos que lavar as mãos é importante, mas a tarefa foi  intensificada e ainda tem papel essencial durante a pandemia. Água e sabão evitam a exposição à Covid-19 mas também ao contato com outros vírus, bactérias e fungos. A higiene frequente reduz em mais de 40% o número de casos de doenças como conjuntivite, gastroenterite e gripes, entre outras enfermidades. Outros hábitos de higiene também continuarão fazendo a diferença no dia a dia, tais como tirar os sapatos ao entrar em casa, utilizar álcool 70% para limpar compras, usar alvejante diluído para limpar a casa e lavar legumes, frutas e verduras com solução clorada.


2. Cuidado redobrado com a saúde

Não por acaso, estar atento à saúde - do corpo e da mente - se tornou mais do que importante, tornou-se uma necessidade ligada à sobrevivência. O nosso sistema imunológico precisa estar preparado para agir diante de uma possível infecção, seja pela Covid-19 ou por qualquer outro vírus. Por isso, alimentar-se bem faz diferença e é uma atitude a ser seguida a longo prazo para estimular as defesas. Exercícios físicos regulares também entraram para a rotina das pessoas que, agora, perceberam que não é preciso muito espaço, tempo ou dinheiro para manter uma rotina equilibrada. Estar atento ao corpo e monitorar seus sinais é irreversível - o que é muito bom!


3. Cozinhar em casa

A quarentena fez com que muitas pessoas tenham (re)descoberto a cozinha de casa. A rotina atarefada, com pouco tempo, muito trânsito, lanches rápidos e refeições em bufês com alimentos "pesados" deu lugar a almoços caseiros e petiscos saudáveis propiciados pelo home office - o popular trabalho remoto - e atividades online. Fazer a própria comida é uma atividade terapêutica e ajuda a amenizar os efeitos negativos do contexto pandêmico: uma boa música e o foco no preparo das receitas ajuda a relaxar. Não se trata certamente de cozinhar como obrigação e sim de exercer a atividade como um "respiro" criativo em meio às atribulações do dia a dia.


4. Praticar a solidariedade

A união faz a força, não é mesmo? A solidariedade é o que tem feito a diferença nessa pandemia, na vida de centenas de milhares de famílias em situação de risco social e alimentar. Em 2020, o Instituto Locomotiva estimou que 117 milhões de brasileiros fizeram algum tipo de doação. Só nos primeiros quatro meses do ano passado nós doamos quase o dobro da marca anual anterior, que era R$3,5 bilhões em 2019, conforme a Associação Brasileira de Captadores de Recursos. Por mais que as doações tenham sido em grande parte motivadas pelas circunstâncias da pandemia, a tendência é que essa dedicação ao próximo se mantenha. 


5. Valor ao essencial

Atenção às coisas simples e essenciais também foi um hábito importante adquirido durante esta pandemia. Todo o contexto de isolamento social e de limitações impostas à rotina, trouxe ainda mais significado às demonstrações de afeto, ao senso coletivo, às relações interpessoais e às pequenas conquistas diárias. Se adequar às mudanças que sofremos não foi e ainda é uma tarefa fácil, mas é menos complicada quando realizada junto a aqueles que amamos. E não há dinheiro no mundo que substitua a convivência com quem gostamos.