Dietas glúten free emagrecem?

Cada vez mais pessoas têm deixado o glúten de lado - inclusive aquelas que não são celíacas. Por que isso? Porque acredita-se que parar de ingerir essa proteína ajuda na perda de peso. Isso é verdade? Mentira? Bem, hoje vamos tentar responder a essa questão super atual: cortar o glúten emagrece?

Já falamos aqui que o glúten é uma proteína vegetal presente no trigo, centeio, cevada e outros grãos. Esses ingredientes são usados no preparo de alimentos como pães, macarrão, pizzas, bolos e cervejas.

O nutricionista é o profissional certo para orientar e acompanhar quem precisa tirar o glúten da sua alimentação (no caso, pessoas que têm a doença celíaca)  ou quem apenas deseja seguir uma dieta glúten free. Esse acompanhamento profissional é necessário para evitar a falta de nutrientes ou excessos que vão refletir na saúde do corpo com um todo.


Mas, afinal, glúten emagrece?

Revistas, sites e redes sociais estão cheios de relatos de pessoas que emagreceram após parar de consumir alimentos com glúten. O glúten, por si só, não é um vilão: ele não engorda. Porém, boa parte dos alimentos com essa proteína tem alto valor calórico. Assim, é claro que se você cortá-los da sua mesa e colocar outros alimentos mais saudáveis - e menos calóricos - no lugar, a tendência é emagrecer.

Ou seja, só "cortar o glúten" não resolve, pois há outras opções livres de glúten com a mesma  - ou até maior - quantidade de calorias. Da mesma forma, não adianta cortar o glúten e comer até "estourar". Um dos segredos é controlar as calorias - e consumi-las em menor quantidade do que se gasta. Para isso, é preciso ter uma alimentação equilibrada, com mais alimentos naturais e menos açúcares e frituras. E, claro, mais atividade física.


Quais as vantagens de uma dieta sem glúten?

Comumente se diz que o grande benefício é a perda de peso; porém, como comentamos, isso só acontece se forem feitas boas escolhas, saudáveis. Mas, além do emagrecimento, esse cardápio traz outros benefícios. São eles: 

  • redução do inchaço abdominal: especialmente entre os celíacos, o glúten pode provocar inchaço na região abdominal, devido à dificuldade na digestão da proteína;
  • diminuição da retenção de líquido: uma alimentação sem glúten reduz a inflamação do organismo, melhora o funcionamento do metabolismo e diminui a retenção de líquido;
  • melhoria na saúde da pele: quem tem dificuldade em absorver o glúten pode ter problemas de pele como coceiras pelo corpo e a queratose pilar. A retirada da proteína do cardápio ajuda a reduzir ou eliminar esses problemas.

Lembre-se sempre: cortar o glúten só vai ajudar você a emagrecer se fizer substituições corretas, incluindo no cardápio alimentos que fazem bem para a saúde. Mas lembre-se: procure um nutricionista para orientar em suas escolhas.